Eu sou a MULHER VESTIDA DE SOL e estais vivendo o tempo da Grande Batalha contra meu adversário: o dragão vermelho

Eu sou a MULHER VESTIDA DE SOL e estais vivendo o tempo da Grande Batalha contra meu adversário: o dragão vermelho

 

 

‘Eu sou a MULHER VESTIDA DE SOL. Estais vivendo o tempo da Minha Grande Batalha contra o Meu adversário: o dragão vermelho, que procura todos os meios possíveis para vos conduzir ao caminho da perdição.’  (N. Srª Rainha da Paz, ao confidente Pedro Régis, em 28/05/1988)
‘É chegada a hora da grande batalha entre a MULHER VESTIDA DE SOL e o dragão vermelho. Estes são os tempos dos grandes acontecimentos.’ (N. Srª Rainha da Paz, ao confidente Pedro Régis, em 10/09/1988)
‘Eu estou à frente da grande Batalha. Vossa Mãe do Céu conduz agora Seu imenso exército em todos os recantos da Terra. É a presença da Celeste Condutora, a MULHER VESTIDA DE SOL.’ (N. Srª Rainha da Paz, ao confidente Pedro Régis, em 17/09/1988)
n/d

 

 

A MULHER VESTIDA DE SOL E A GRANDE BATALHA CONTRA O DRAGÃO VERMELHO

 

 

‘Suscitarei inimizade entre ti e a mulher, entre tua descendência e a descendência dela. Ela te esmagará a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar’. (Gn 3,15)

 

Nossa Senhora, por meio de mensagens ao Padre Stefano Gobbi, explicou sobre a grande batalha no final dos tempos, na qual participarão dois exércitos definidos: o exército composto pelos filhos de Maria, a Mulher Vestida de Sol mostrada ao apóstolo João, quando esteve no exílio na Ilha de Patmos, em Revelação da parte de Deus, e o exército do dragão vermelho, composto por aqueles que

 

‘Um sinal grandioso apareceu no céu: uma Mulher vestida de sol… estava grávida e gritava, entre as dores do parto, atormentada para dar à luz.’ (Ap. 12, 1)

 

 

14/05/89 – O Senhor me revestiu da sua luz e o Espírito Santo me revestiu de sua potência, assim Eu apareço como um grande sinal no céu, Mulher Vestida de Sol, porque tenho a missão de subtrair a humanidade do domínio do enorme dragão vermelho … Por isto, Eu formo, para Mim, o exército dos meus filhos … em todas as partes do mundo.
24/04/80 – Levar-vos-ei à perfeita compreensão da Sagrada Escritura. De modo especial, desvendar-vos-ei as páginas do seu último livro, que estais vivendo.
14/05/89 – Então, todos os dias, Eu me apresento diante do trono do meu Senhor numa atitude de profunda adoração, abro a porta de ouro do Meu Coração Imaculado e ofereço nos meus braços todos estes filhos…

 

‘Ai da terra e do mar, porque o Diabo desceu para junto de vós cheio de grande furor, sabendo que lhe resta pouco tempo.’ (Ap. 12, 12)

 

Na terra, desde os primeiros pais, o demônio manifestou o seu ódio à natureza humana, ódio este que se tornou ensandecido contra o rebento da raiz de Jessé, o próprio Jesus:

 

‘O Dragão colocou-se diante da Mulher, que estava para dar à luz, a fim de lhe devorar o filho, tão logo nascesse.’ (Ap. 12, 4

 

‘A Serpente, então, vomitou água como um rio atrás da Mulher, a fim de submergi-la…’ (Ap. 12, 15)

 

06/05/89 – O rio de águas é formado pelo conjunto de todas as novas doutrinas teológicas, que tentam obscurecer a figura da vossa Mãe Celeste, negar os seus privilégios, redimensionar a devoção para comigo e pôr em ridículo todos os meus devotos.

 

Nossa Senhora expressa, então, claramente, o grande poder e as armas recebidas da Santíssima Trindade para combater o ataque de Satanás contra ela:

 

 

Ela, porém, recebeu as duas asas da grande águia para voar ao deserto… (Ap; 12, 14

 

 

06/05/89 – Entre os quatro Evangelhos, a águia indica o de São João, porque é o que voa mais alto de todos… A grande águia é a Palavra de Deus, sobretudo a palavra contida no Evangelho do Meu Filho Jesus … As duas asas da águia são a palavra de Deus acolhida, amada e guardada com a fé e a palavra de Deus vivida com a Graça e a Caridade. As duas asas da fé e da caridade – isto é, da Palavra de Deus por Mim acolhida e vivida – permitiram-me voar acima do rio de águas de todos os ataques movidos contra Mim…
06/05/89 – Eis a missão que eu preparei para o exército … com o meu Movimento Sacerdotal Mariano: deixar-se transportar comigo sobre as duas asas da grande águia, isto é, da fé e da caridade, acolhendo com amor e vivendo, nestes vossos tempos, somente a Palavra de Deus.     

 

‘Enfurecido por causa da Mulher, o Dragão foi então guerrear contra o resto dos seus descendentes, os que observam os mandamentos de Deus e mantêm o testemunho de Jesus.’ (Ap. 12, 17

 

Aos homens que constituirão este pequeno resto, Nossa Senhora indica como pressupostos a perseverança e a observância, coerente e corajosa, à Palavra de Deus e às verdades do Evangelho:

 

06/05/89 – Eis a missão que eu preparei para o exército … com o meu Movimento Sacerdotal Mariano: deixar-se transportar comigo sobre as duas asas da grande águia, isto é, da fé e da caridade, acolhendo com amor e vivendo, nestes vossos tempos, somente a Palavra de Deus.

 

‘… e a Mulher fugiu para o deserto, onde Deus lhe havia preparado um lugar em que fosse alimentada por mil duzentos e sessenta dias. (Ap. 12, 6)

 

06/05/89 – O deserto, no qual estabeleci a minha habitual morada, é formado pelo coração e pela alma de todos os filhos que me acolhem … e consagram-se ao Meu Coração Imaculado. No deserto no qual me encontro, hoje, eu opero os meus maiores prodígios.
06/05/89 – No silêncio e no escondimento, isto é, no deserto no qual me encontro… Os grandes prodígios que eu hoje realizo, no deserto onde me encontro, são os de transformar completamente a vida dos meus pequenos filhos, para que se tornem corajosas testemunhas de fé e luminosos exemplos de santidade.

 

O DRAGÃO VERMELHO

 

 

‘Apareceu então outro sinal no céu: um grande Dragão, cor de fogo, com sete cabeças e dez chifres, e sobre as cabeças sete diademas; sua cauda arrastava um terço das estrelas do céu, lançando-as para a terra.’ (Ap. 12, 3)

 

14/05/89 – O enorme dragão vermelho é o comunismo ateu que difundiu em toda a parte o erro da negação e a obstinada recusa de Deus … é o ateísmo marxista, que se apresenta com dez chifres, isto é, com a potência de seus meios de comunicação, para conduzir a humanidade a desobedecer os dez mandamentos de Deus, e com sete cabeças, tendo sobre cada uma delas um diadema, sinal de poder e realeza. As cabeças coroadas indicam as nações nos quais o comunismo ateu se estabeleceu e domina com a força do seu poder ideológico, político e militar.
14/05/89 – A enormidade do dragão manifesta claramente a vastidão das terras ocupadas… A sua cor é vermelha, porque usa a guerra e o sangue como instrumento das suas numerosas conquistas. O enorme dragão vermelho conseguiu, nestes anos, conquistar a humanidade com o erro do ateísmo teórico ou prático, que já seduziu todas as nações da terra.
02/09/96 – Agora porém sois ameaçados por um perigo ainda mais grave e mais insidioso. O ateísmo prático é o mal do vosso século.

 

Comparem-se estas revelações com as previsões fatimitas de 13 de julho de 1917: ‘Se atenderem os meus pedidos, a Rússia se converterá e terão paz. Se não, espalhará seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja.’

 

02/09/96 – … nestas nações do Leste da Europa … viveram na terrível escravidão do comunismo e obtiveram a sua libertação por uma especial intervenção do meu Coração Imaculado.

 

A URSS foi desmantelada em dezembro de 1991, com a independência das repúblicas do Báltico e a criação da CEI (Comunidade dos Estados Independentes), constituída por 11 das repúblicas que formavam a ex-URSS (menos Estônia, Letônia, Lituânia e a Geórgia). Como consequência direta das reformas de Gorbatchov na URSS, os regimes socialistas do Bloco Soviético foram caindo um a um, numa sequência vertiginosa. Na Iugoslávia, a crise do socialismo conduziu a uma guerra civil que desintegrou o país; as duas Alemanhas foram reunificadas em 1990, após a queda do Muro de Berlim no ano anterior; a Tchecoslováquia foi desmembrada em dois países em 01/01/93: República Tcheca e Eslováquia. Confirmando as mensagens de Nossa Senhora, o processo da derrocada do comunismo e divisão deste país ocorreu sem qualquer violência, sendo, por isso mesmo, designado como ‘revolução de veludo’.

 

A PRIMEIRA BESTA: A MAÇONARIA

 

 

‘Vi então uma Besta que subia do mar. Tinha dez chifres e sete cabeças; sobre os chifres havia dez diademas, e sobre as cabeças um nome blasfemo. A Besta que eu vi parecia uma pantera; seus pés, contudo, eram como os de um urso e sua boca como a mandíbula de um leão.’ (Ap. 13, 1)

 

 

03/06/89 – … na grande luta que se combate entre os sequazes do enorme dragão vermelho e os sequazes da Mulher vestida de sol… Nesta terrível luta sai do mar, para ajudar o dragão, uma besta semelhante a uma pantera.
03/06/89 – Se o dragão vermelho é o ateísmo marxista, a besta negra é a maçonaria. O dragão vermelho se manifesta no vigor de sua potência; a besta negra, ao contrário, age na sombra, se esconde, se oculta, de modo a entrar em toda parte. Ela tem as patas de urso e a boca de um leão, porque opera em todo lugar com a astúcia e com os meios de comunicação social, isto é, da propaganda.
03/06/89 – As sete cabeças indicam as várias lojas maçônicas… Esta besta negra tem dez chifres e sobre os chifres dez diademas, que são sinais de domínio e realeza. A maçonaria domina e governa todo o mundo por meio dos dez chifres.
03/06/89 –   A besta abre a boca para proferir blasfêmias contra Deus … o intuito da maçonaria não é o de negar a Deus, mas de blasfemá-Lo. A blasfêmia maior de todas é a de negar o culto devido só a Deus para dá-lo às criaturas e ao próprio satanás.

 

Observe-se a correlação direta entre os dez chifres com os dez diademas e as sete cabeças entre a Besta e o Dragão Vermelho, caracterizando como única a origem demoníaca de ambos. Nossa Senhora esclarece adicionalmente estes pontos:

 

O chifre, no mundo bíblico, foi sempre um sinal de amplificação, um modo de fazer a própria voz ser ouvida mais alto, um forte meio de comunicação. Por isso, Deus comunicou a sua Vontade por meio de dez chifres…: os dez mandamentos e ainda Se o Senhor comunicou a sua lei com os dez mandamentos, a maçonaria difunde por toda parte, com a potência dos seus dez chifres, uma lei que é completamente oposta à de Deus. Desta forma, a maçonaria desenvolve em todo o mundo um trabalho diabólico de promulgação da antítese dos dez mandamentos da Lei de Deus (aborto, promiscuidade moral, uniões homossexuais, violências de toda ordem, culto ao dinheiro e ao prazer, etc). Em síntese, o objetivo da maçonaria não é o de negar propriamente a Deus, mas o de blasfemá-Lo (Ap 13,6: Ela (a Besta) abriu então sua boca em blasfêmias contra Deus…) ridicularizando a vontade divina, buscando a perdição das almas e tornar vã a obra de redenção de Cristo.
As sete cabeças correspondem aos sete vícios capitais (título blasfemo colocado sobre cada cabeça (Ap 13,1: … e sobre as cabeças um nome blasfemo), que as diferentes lojas maçônicas buscam difundir por toda a parte, catalisando nos mesmos o culto devido exclusivamente a Deus (a blasfêmia maior). Os sete vícios capitais, incorporados na doutrina maçônica, opõem-se ferozmente às três virtudes teologais e às quatro virtudes cardeais da Igreja.
Nossa Senhora, mais uma vez, esclarece estes pontos. Sob estes objetos diabólicos de culto, a maçonaria – irmã do comunismo, do ponto de vista espiritual – corrompe a humanidade e conduz as almas à perdição, com consequências descritas em palavras terríveis pela própria Mãe de Deus: ‘assim, as almas são precipitadas na tenebrosa escravidão do mal, do vício e do pecado e, no momento da morte e do juízo de Deus, no pântano do fogo eterno que é o inferno’.

 

 

 A SEGUNDA BESTA: A MAÇONARIA ECLESIÁSTICA

 

 

‘Vi depois outra Besta sair da terra: tinha dois chifres como um Cordeiro, mas falava como um dragão.’ (Ap. 13, 11)

 

 

13/06/89 – O cordeiro, na Divina Escritura, sempre foi o símbolo do sacrifício.
13/06/89 – Ao símbolo do sacrifício está intimamente associado o do sacerdócio: os dois chifres … a besta com dois chifres, semelhante a um cordeiro, indica a maçonaria infiltrada no interior da Igreja, isto é, a maçonaria eclesiástica, que se difundiu, sobretudo, entre os membros da hierarquia.
13/06/89 – … o objetivo da maçonaria eclesiástica é, por outro lado, de destruir Cristo e a sua Igreja, construindo um novo ídolo, isto é, um falso Cristo e uma falsa Igreja … A maçonaria eclesiástica procura destruir esta realidade (a Igreja verdadeira e hierárquica) com o falso ecumenismo, que leva à aceitação de todas as Igrejas Cristãs, afirmando que cada uma delas possui uma parte da verdade. Ela cultiva o projeto de fundar uma Igreja Ecumênica Universal, formada pela fusão de todos os credos cristãos, entre os quais a Igreja Católica.
13/06/89 – Esta infiltração maçônica, no interior da Igreja, já vos foi predita por Mim em Fátima, quando vos anunciei que satanás se introduziria até o vértice da Igreja.
‘Esta (a segunda besta) exerce toda a autoridade a serviço da primeira Besta, fazendo com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira Besta, cuja ferida mortal tinha sido curada.’ (Ap. 13, 12
17/06/89 – A maçonaria eclesiástica recebe ordem e poder das várias lojas maçônicas e trabalha para conduzir secretamente todos a fazer parte destas seitas secretas. Assim impele os ambiciosos com a perspectiva de uma carreira fácil; enche de bens os sedentos por dinheiro; ajuda os seus membros a se projetarem e a ocuparem os postos mais importantes.
‘Graças às maravilhas que lhe foi concedido realizar a serviço da Besta, ela seduz os habitantes da terra, incitando-os a fazer uma imagem em honra da Besta que tinha sido ferida pela espada, mas voltou à vida. Foi-lhe dado até mesmo infundir espírito à imagem da Besta, de modo a … fazer com que morressem todos os que não adorassem a imagem da Besta.’ (Ap. 13, 14-15)
17/06/89 – A maçonaria eclesiástica chega até mesmo a construir uma estátua em honra da besta e constringe todos a adorar esta estátua … um ídolo tão poderoso que pode mandar matar todos os que não adoram a estátua da besta … este grande ídolo … é um falso Cristo e uma falsa Igreja. Mas, qual é o seu nome?

 

A maçonaria eclesiástica (segunda besta), trabalhando intimamente associada e sob as ordens das lojas maçônicas, corrompe toda a hierarquia da Igreja com inúmeras concessões e privilégios outorgados àqueles que se filiam às diversas facções desta seita secreta. Neste influxo poderoso, o poder maçônico vai-se ampliando assustadoramente no âmbito da Igreja Católica, seduzindo um número cada vez maior dos seus membros, tangidos a postos e cargos superiores em troca de uma cada vez maior dependência com os princípios heréticos da seita.
No limite deste processo, a mensagem do Evangelho, distorcida, desmembrada e racionalizada, conformará as condições propícias para a viabilização de uma Igreja completamente deturpada (falsa Igreja), induzindo ao aparecimento de um falso Cristo (o apogeu da maçonaria e do tempo da purificação, da grande tribulação e da apostasia).

 

 

A IMAGEM DAS DUAS BESTAS: O ANTICRISTO

 

 

O capítulo 13 do Livro do Apocalipse tem suscitado vários tipos de interpretações e especulações. A utilização de um mesmo termo genérico (‘besta’) para as diversas manifestações de Satanás (caracterizando, assim, a origem comum de todas elas) constituiu uma dificuldade em termos do completo entendimento do texto. Nas mensagens ao Movimento Sacerdotal Mariano (MSM), Nossa Senhora finalmente distingue as diferentes bestas apocalípticas na maçonaria (primeira besta), na maçonaria eclesiástica (segunda besta) e no anticristo (a imagem da primeira besta ou a besta com número de homem), este sendo a expressão final e derradeira de Lúcifer, da antiga serpente, do demônio ou de satanás.

 

‘Esta (a segunda besta) exerce toda a autoridade a serviço da primeira Besta, fazendo com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira Besta, cuja ferida mortal tinha sido curada. Ela opera grandes maravilhas… Graças às maravilhas que lhe foi concedido realizar a serviço da Besta, ela seduz os habitantes da terra, incitando-os a fazer uma imagem em honra da Besta que tinha sido ferida pela espada, mas voltou à vida. Foi-lhe dado até mesmo infundir espírito à imagem da Besta, de modo a … fazer com que morressem todos os que não adorassem a imagem da Besta.’ (Ap. 13, 12-15)

 

17/06/89 – Combatei comigo, filhos pequeninos, contra a besta negra, a maçonaria… Combatei comigo, pequenos filhos, contra a besta semelhante a um cordeiro, a maçonaria infiltrada no interior da vida eclesiástica para destruir Cristo e sua Igreja. Para alcançar esse objetivo quer construir um novo ídolo, isto é, um falso Cristo e uma falsa Igreja. A maçonaria eclesiástica chega até mesmo a construir uma estátua em honra da besta e constringe todos a adorar esta estátua. A estátua ou o ídolo, construído em honra da besta (primeira besta), para ser adorado por todos os homens, é o anticristo.

 

 

‘Aqui é preciso discernimento! Quem é inteligente calcule o número da Besta, pois é um número de homem: seu número é 666.’ (Ap. 13, 18)

 

 

17/06/89 – Com a inteligência, iluminada pela luz da divina sabedoria, consegue-se decifrar no número 666 o nome de um homem e este nome, indicado por tal número, é o do anticristo… A estátua ou o ídolo, construído em honra da besta, para ser adorado por todos os homens, é o anticristo.

 

‘Faz (a segunda besta) também com que todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, escravos e livres recebam uma marca na mão direita ou na fronte, para que ninguém possa comprar ou vender se não tiver a marca, o nome da Besta (o anticristo) ou o número do seu nome.’  (Ap. 13, 16-17)

 

17/06/89 – (O anticristo é) … um ídolo tão poderoso que pode mandar matar todos os que não adoram a estátua da besta … um ídolo tão forte e dominador, que faz com que todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos recebam uma marca sobre a mão direita e (ou?) sobre a fronte.

 

‘Nisto vi que da boca do Dragão, da boca da Besta e da boca do falso profeta saíram três espíritos impuros, como sapos.’ (Ap. 16, 13)
‘A Besta, porém, foi capturada junto com o falso profeta, o qual, a serviço da Besta, tinha realizado sinais com que seduzira os que haviam recebido a marca da Besta e adorado a sua imagem.’ (Ap. 19, 20)
Nestes trechos (e mais Ap 20,10) aparece uma nova entidade maligna identificada como sendo o ‘falso profeta’ que, a serviço da Besta (maçonaria), deverá contribuir decisivamente para a implantação universal do reino do anticristo. Novamente satanás, o macaqueador de Deus, usa o expediente da imitação profana: a João Batista, profeta de Jesus, contrapõe com um falso profeta que prepara o caminho do anticristo.

 

OS SINAIS DOS ÚLTIMOS TEMPOS

 

 

‘Aprendei, pois, a parábola da figueira: quando o seu ramo se torna tenro e suas folhas começam a brotar, sabeis que o verão está próximo. Da mesma forma também vós, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele (Jesus) está próximo, às portas.’ (Mt 24, 32-33)

 

 

31/12/92 – Tenho-vos anunciado repetidas vezes que se aproxima o fim dos tempos e a vinda de Jesus na glória. Agora quero ajudar-vos a compreender os sinais descritos na Sagrada Escritura, que indicam estar próximo o seu glorioso retorno. Esses sinais são claramente indicados nos Evangelhos, nas Cartas de São Pedro e de São Paulo, e estão se realizando nestes anos.

 

Estes sinais são subdivididos por Nossa Senhora, em mensagem de 31/12/92 ao MSM, em cinco grandes eventos: difusão de erros doutrinários e consequente apostasia; guerras e catástrofes naturais; perseguição aos cristãos e à Igreja; supressão oficial da Santa Missa e fenômenos extraordinários no céu. Mais ainda, Nossa Senhora os insere nos tempos atuais e evidencia que eles devem se amplificar à medida que avançam os tempos da grande tribulação.

 

31/12/92 – O ano que termina e o que se inicia fazem parte do tempo da grande tribulação, durante o qual se difunde a apostasia, multiplicam-se as guerras, sucedem em tantos lugares catástrofes naturais, intensificam-se as perseguições, o anúncio do Evangelho é levado a todos os povos, fenômenos extraordinários ocorrem no céu e torna-se cada vez mais próximo o momento da plena manifestação do anticristo.

 

O mistério da iniquidade já está em ação, esperando apenas o afastamento daquele que ainda o detém’. (2 Ts 2, 7)

 

 

13/05/95 – Rezai pelo Papa. Ele está vivendo a hora do Getsemani e do Calvário, da crucifixão e da sua imolação. O Senhor o vê como a vítima mais preciosa, que agora deve ser imolada sobre o altar do seu sacrifício sacerdotal… É devido ao sacrifício deste meu primeiro filho predileto, que a justiça divina esposar-se-á a uma grande misericórdia.
31/12/92 – O quarto sinal é o horrível sacrilégio cometido por aquele que se opõe a Cristo, isto é, pelo anticristo. Entrará no templo santo de Deus e sentar-se-á no seu trono, fazendo-se adorar ele mesmo como Deus…
31/12/92 – Acolhendo a doutrina protestante se dirá que a Missa não é um sacrifício, mas somente a santa ceia, ou seja, a recordação do que Jesus fez na sua última ceia. E assim será suprimida a celebração da Santa Missa. Nessa abolição do sacrifício cotidiano consiste o horrível sacrilégio cometido pelo anticristo, cuja duração será de aproximadamente três anos e meio, isto é, mil duzentos e noventa dias.
Na esteira de uma filosofia ‘modernista’ e baseada em um falso ecumenismo, a Igreja Católica será despojada de sua origem divina e de toda a sua sã doutrina, para ser mera coadjuvante de uma única ideologia, uma religião sem dogmas e sem princípios, atrelada a um poder político-financeiro universal. O golpe decisivo será o terrível sacrilégio da supressão oficial da Santa Missa. Este poder universal, de cunho ideológico e financeiro, seduzirá a “todos os habitantes da terra cujo nome não está escrito desde a fundação do mundo no livro da vida do Cordeiro Imolado” (Ap 13, 8), que se disporão a receber e idolatrar a marca da besta.
Quanto ao ‘pequeno resto’, cristãos que perseverarem na verdadeira fé até o fim, serão objeto de violentas perseguições e muitos serão sacrificados por causa de seu testemunho.

 


ÍNTEGRA DAS MENSAGENS TRANSMITIDAS POR NOSSA SENHORA RAINHA DA PAZ, CITADAS NESTE TEXTO:

 

Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz, transmitida em 28/05/1988

 

Queridos filhos, Eu sou a Mulher Vestida de Sol. Estais vivendo o tempo da Minha Grande Batalha contra o Meu adversário: o dragão vermelho, que procura todos os meios possíveis para vos conduzir ao caminho da perdição. Muitos de vós, queridos filhos, abandonais a Luz da Vida para irdes de encontro às trevas. Por que? É preciso que haja uma verdadeira reconciliação entre os homens para que o mundo encontre a paz desejada por todos vós. Eu vos abençôo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz.

 

Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz, transmitida em 30/07/1988

 

Meus filhos prediletos, Eu estou aqui em uma missão muito importante. É chegada a hora da grande batalha decisiva! Esta é a Minha hora. Esta é a hora também de vossa batalha, pois sempre se tornará mais manifesta a Ação Vitoriosa da Celeste Condutora: a Mulher Vestida de Sol. Ainda pela metade de um tempo, porém, devo permanecer retirada no deserto. Aqui, Eu opero os maiores prodígios no silêncio e no escondimento. O deserto onde Me oculto sois vós, filhos consagrados ao Meu Imaculado Coração. É o vosso coração tornado árido por tantas feridas em um mundo em que se alastra a rebelião contra Deus e Sua Lei. Mundo assinalado pelo ódio e pela violência que se estende de maneira ameaçadora. O Santo Padre, o Papa João Paulo II, vítima que se imola cada vez mais pela salvação do mundo, pede-Me paz para a humanidade e, de modo especial, com orações incessantes, pede-Me para a Igreja da qual Me proclamou solenemente Mãe. Vós, porém, filhos prediletos, só pensais em coisas materiais, coisas que não levam ninguém ao encontro de Deus. Como isto Me fere o coração! Mas não tem problema. Tudo se realizará segundo os Planos de Deus. É Ele o comandante dos Planos Superiores. A todos a Minha bênção especial em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz.

 

Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz, transmitida em 10/09/1988

 

Meus filhos prediletos, estes são os Meus tempos, os tempos do grande retorno. É chegada a hora da grande batalha entre a Mulher Vestida de Sol e o dragão vermelho. Estes são os tempos dos grandes acontecimentos. A taça da Justiça Divina está repleta, super cheia, transbordante. A iniquidade cobre toda a Terra. A Igreja de Cristo está como que obscurecida pela difusão da apostasia e do pecado. Só vós, filhos prediletos, com vossa boa vontade, podeis salvá-la. Já está quase terminando o prazo que Jesus concedeu à humanidade para a sua conversão. Filhos prediletos, olhai para os Meus pequeninos filhos que se afastaram de Deus, os que se tornaram vítimas de satanás. Necessito de vossa ajuda. Quero salvá-los por vosso intermédio. Estão prestes a chegar para vós os momentos mais difíceis, mais dolorosos. Estes tempos estão mais próximos do que imaginais. Ainda no decorrer deste ano se realizarão grandes acontecimentos que Eu predisse em Fátima. A todos vos encorajo e abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz.

 

Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz, transmitida em 17/09/1988

 

Meus filhos prediletos, Eu estou à frente da grande Batalha. Vossa Mãe do Céu conduz agora Seu imenso exército em todos os recantos da Terra. É a presença da Celeste Condutora, a Mulher Vestida de Sol. Filhos prediletos, levai o maior número possível de Meus inocentes filhos a conhecerem o caminho de Deus. Voltai a pregar com amor, coragem e fidelidade o Evangelho do Meu Filho. Dizei a todos os Meus pobres filhos que Deus os convida, através de Mim, a viver no amor. A Minha presença entre vós é marcada por Minhas imagens que, em diversos lugares do mundo, choram, derramando copiosas lágrimas e até mesmo, lágrimas de sangue. Sinal odorífero de Minha presença maternal, são ainda as Aparições que faço em muitas regiões da Terra. É o cumprimento da promessa que fiz aos três pastorinhos, na quarta aparição, em Fátima. Outro sinal que ainda vos concedo são as inúmeras conversões que acontecem em todos os lugares em que apareço. Esteja convosco a paz de Jesus. A todos vos abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz.

 

Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz, transmitida em 29/09/1988

 

Queridos filhos, a Igreja celebra hoje a festa dos arcanjos Gabriel, Rafael e Miguel. Na luta entre a Mulher Vestida de Sol e o dragão vermelho, os arcanjos desempenham o papel mais importante. Por isso, Meus amados, deixai-vos guiar por eles. Os anjos, os arcanjos e toda falange celeste estão unidos conosco num terrível combate contra o dragão e seus anjos maus. Sou a Rainha dos Anjos. Sob Minhas ordens estão os anjos de luz, que lutam contra os anjos rebeldes e malignos de satanás. Satanás, com suas tramas, leva Meus pobres filhos a desobedecerem a Deus e já se considera quase vitorioso. Mas vossa Mãe do Céu, que age no silêncio e no escondimento com Seus arcanjos e todos que fazem parte da glória celeste, rumam agora ao ponto culminante da grande vitória. Rezai junto conosco! O Senhor Me colocou à frente desta grande batalha. Comigo lutam os anjos muito amados por Mim: Gabriel, Rafael e Miguel. O arcanjo Gabriel foi enviado por Deus para receber o Sim da vossa Mãe do Céu. Agora tem a tarefa de receber o vosso sim ao cumprimento da Lei e da Vontade do Pai. O arcanjo Rafael restaura vossa fraqueza, vos leva à dignidade para com Deus e derrama bálsamos sobre toda ferida dolorosa e vos alivia do peso do pecado. O arcanjo Miguel vos defende de todos os ataques e ciladas de satanás. Quantas vezes teríeis sido vítimas nos ataques de satanás se o arcanjo Miguel não tivesse intervindo em vossa defesa! Continuai, continuai, continuai a rezar. Eu preciso de vossa ajuda. Rezai. Eu vos abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz.

 

Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz, transmitida em 11/10/1988

 

Meus filhos prediletos, Sou a Mulher Vestida de Sol. O Sol que Me veste é o mesmo Sol que vos ilumina em todos os momentos e dificuldades: Jesus Cristo. Jesus é a Luz pela qual o mundo inteiro é iluminado. Eu também faço parte desta Luz. Esta Luz tem um pouco de Mim. O caminho a que vos conduzo é o que libertará todos os Meus pobres filhos das trevas, a qual é provida por satanás. Filhos prediletos, apenas quero ajudar-vos na salvação da humanidade, quero ajudar a todos os Meus filhos que se separam uns dos outros, abandonando a religião verdadeira para irem ao encontro de religiões fundadas pelos homens. Por tudo isso e muito mais, quero ajudar-vos a conquistar estes filhos que se separam de Cristo. A todos vos encorajo e abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz.

 

Extraídas de  http://www.apelosurgentes.com.br    (visita recomendada)
Fonte: http://www.mulhervestidadesol.com.br/Pagina/1305/Eu-sou-a-MULHER-VESTIDA-DE-SOL-e-estais-vivendo-o-tempo-da-Grande-Batalha-contra-meu-adversario-o-dragao-vermelho

Publicações Relacionadas

Leave a Comment