O céu chama e o homem deve responder, por Luz de Maria.

por Luz de Maria

 

Em face dos eventos contínuos que ocorrem na maioria dos países, de uma forma ou de outra, sinto a necessidade de compartilhar com vocês, irmãos, o que Cristo e nossa Mãe Santíssima me explicam quando me fazem compartilhar de Seus sofrimentos pela humanidade.

Nas últimas Mensagens, de forma especial, temos visto a insistência do Céu para que todos compreendam que não se tem que continuar com a crença de que a humanidade está bem ou com o pensamento de que tudo o que o homem faz é bom. Ao mesmo tempo, ouvimos com frequência dizer: “A Misericórdia Divina perdoa tudo, tudo… Porque tudo foi redimido ou expiado por Cristo “e esta é uma maneira errada de interpretar a Misericórdia Divina, quando o próprio Cristo nos chama a arrepender-se de atos malignos e a fazer um propósito firme de emenda, condição sem a qual…. Porque a Misericórdia Divina não está se oferecendo ao maior lance e não é algo sem valor que se é dado de presente , todos devem estar cientes de que deve haver arrependimento verdadeiro.

A humanidade está inundada de ideologias que a levaram a cair no liberalismo, a pluralidade de falsas interpretações da Palavra Divina permitiu proliferar redes ideológicas bem orquestradas, organizações poderosas que todos os dias têm maior domínio sobre toda a Humanidade.

 

Nosso Senhor me disse:

 

“É triste ver a Humanidade atuando, agindo e reagindo dentro de uma ordem unidirecional, onde o controle está longe de cada um, mas atinge a todos e não permite que retornem, levando-os a agir dentro de um quadro perfeitamente delineado desde décadas atrás. “

 

E continuou falando-me o Senhor:

 

“O mal entrou em Minha Igreja” – isto Ele diz com grande dor – “e isso é que Meus filhos desejam entrar no que eles não conhecem e experimentar o poder e quem lhes oferece o poder é o maligno, o homem o toma e com o poder se perde. Assim continua a humanidade a entrar em diferentes organizações secretas ja que, pela natureza delas mesmas, ao homem lhe chama a atenção de pertencer ao secreto. Isso se torna uma necessidade para o homem e, para sair dele, deve enfrentar grandes incertezas e um esforço extraordinário.

As atuais organizações secretas e outras que nasceram há séculos e neste momento são apresentadas com outros nomes manipulam e distorcem os valores do homem como Meus filhos, levando-os a decair nos valores morais e espirituais, sendo estes últimos os mais prejudicados porque os distanciam do verdadeiro espírito cristão.

Minha Igreja sofre com esse mal, alguns dos Meus Sacerdotes pertenceram ou pertencem a essas sociedades, uma vez que o mal se infiltrou sutilmente em Meu Povo Sacerdotal para enfraquecer-Me e enganar Meus filhos, levando-os à confusão em que vivem ”.

Irmãos, essas confusões conseguiram derramar sobre o Corpo Místico de Cristo um entorpecimento doutrinário, que não foi enxertado a constante novidade do Evangelho e dentro dessa novidade está o lembrar ao homem que, por ser cristãos, não temos alcançado a Vida Eterna, mas pelo atuar e o agir na Vontade Divina, no que implica a ação em favor do próximo.

O homem perdeu a fraternidade, vive por si mesmo e Cristo e Nossa Mãe pediram-nos para remover de nós esta maneira de ser, porque é egoísmo e isso gerou que o desejo de ganhar o céu foi perdido ante as utopias que são tratados no presente, pensando que mesmo que você seja o mau ladrão, aquele que blasfemou contra Deus, você ganhará o céu de qualquer maneira.

Estes conceitos que não estão implícitos no arrependimento e no ato de emenda são errados, porém são aqueles que mais os fazem sentirem-se confortáveis para aqueles que não desejam um compromisso autêntico.

Está na moda autoproclamar-se “satânico” e é doloroso porque a grande maioria daqueles que assim se chamam foram expostos a um poder que convoca as massas para se rebelarem acima de tudo e sobretudo para flagelar a Igreja de Cristo. Portanto, muitas vezes vemos atos de sacrilégio. Esses homens perdem seu discernimento e se dedicam a cometer atos que demonstram a rejeição de tudo que os lembra de Deus.

Como em tempos passados, a Igreja passou por momentos difíceis, mas como Cristo mencionou para mim: como esta geração, nenhuma!

Embora seja verdade que o mal encontra terreno fértil para crescer no homem é porque pela vontade humana o homem o permite…

A criatura humana é portadora do bem, mas ao mesmo tempo cada um deve aspirar a esse bem, desejá-lo, buscá-lo e ser parte dele, ser doadores do Amor Divino e, portanto, ser  criaturas do bem. Caso contrário, o mal toma o que encontra à deriva ou navega dentro da mornidão, movendo-se de acordo com seu livre arbítrio, sem discernimento, e é quando o homem recebe comportamentos próprios do mal.

Com tantos atos, se nega a Cristo e se rejeita a salvação da alma!

Nossa Mãe nos tem chamado com veemência a prestar atenção sobre o comunismo, e bem claro expôs-lo Nossa Senhora, particularmente em Fátima. Neste momento, muitos povos são massacrados, torturados, levados à fome e sofrendo todos os tipos de necessidades e vexames por governantes que se incrustam no poder ante povos indefesos.

Será isto o que o homem deseja para viver na terra?

A humanidade se encontra atrasada quanto a espiritualidade evangélica e os conceitos errôneos levam o povo de deus a viver a metade e a não crer que tem que viver dentro da Palavre Divina e ser cumpridor Dela para salvar-se.

Irmãos, o mal avança rapidamente… por que nós, filhos de Deus, não avançamos rapidamente, não falamos, não compartilhamos, não evangelizamos apegados à Sagrada Escritura?

Não é porque não somos permitidos, pois há vários documentos pastorais que nos convidam a ser “Discípulos e Missionários de Jesus Cristo, para que nossos povos tenham vida Nele” sob um novo Pentecostes. Isto foi proferido na V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe, ou Conferência de Aparecida, que foi inaugurada pelo Papa Bento XVI, em Aparecida, em 13 de maio e encerrada em 31 de maio de 2007.

“Mas como evangelizar?,-Cristo me disse – Se os Meus filhos não Me conhecem, não conhecem a Minha Palavra na Sagrada Escritura, porque Sou um Rei a quem o Seu Povo não o conhece em profundidade para que não se enganem. Como evangelizar?  filhos, se os ciumes teiam tão fino que o poder de alguns grupos conseguem silenciar aqueles que não desejam que evangelize. “

Este é o momento em que toda a Igreja de Cristo deve resgatar almas, caso contrário, pecaremos por omissão.

O transmitir a verdade de como se encontra esta humanidade e o rumo que ela toma não é algo que deva ser escondido, mas levantar a voz para que mais almas não se percam.

Não devemos rezar sem estar em ação, seria uma fé morta, sem obras, seria, em certo ponto, ter medo de falar de Cristo, da oportunidade da Salvação, seria como dizer: nós fomos redimidos e não precisamos fazer mais nada. Não, todo mundo tem que ser digno dessa redenção e não acreditar que está salvo e que pode cometer todas as atrocidades possíveis contra a humanidade.

Nós somos o Povo de Deus em caminho, não um povo estático de Deus, que espera que outros lancem as redes, cada um de nós traz a sua rede pessoal e às vezes está vazia por causa dos medos, da falta de fé.

Somos chamados a rezar, o céu nos pede para rezar, mas não para rezar apenas verbalmente ou mentalmente. Reza àquele que se entrega ao serviço de seus irmãos, reza aquele que prega, que compartilha a Palavra Divina, aquele que é Amor, aquele que é fraterno.

Cristo e Nossa Mãe me dizem que cada um de nós tem que ser um porta-voz do Amor Divino e levar a Palavra Divina aos nossos irmãos, caso contrário, apenas rezando não faremos a colheita crescer.

No fim da vida, nos perguntarão: o que temos dado? O que fizemos em favor dos irmãos? e quem quer que tenha as mãos vazias de boas obras, não terá dado frutos de Vida Eterna.

 

 

Fonte: https://www.revelacionesmarianas.com/index.htm

via http://sinaisdoreino.com.br

Publicações Relacionadas

Leave a Comment