A Secretaria de Estado do Vaticano diz que Bento XVI é Papa

Ann Barnhardt diz em seu blog:

 

A Secretaria de Estado do Vaticano escreve uma carta oficial (dirigida ao padre Pickett), em 18 de fevereiro de 2019, referindo-se ao Papa Bento XVI Ratzinger como “Sua Santidade Bento XVI”.
Eu confirmei isso de duas fontes. Não é um truque do photoshop na internet.
“Sua Santidade Bento XVI” é um estilo papal e nome papal. E a palavra “emérito” não está incluída.
Por seu turno, outro blog, The Eponymous Flower publica:
O Vaticano está preocupado com o fato de não poucos crentes verem Bento XVI, um papa ou mesmo “o” papa.
No entanto, a Santa Sé não deve se surpreender com isso, pois contribui para isso.
Bento XVI estabeleceu as bases para isso ao estipular, como papa, como seria sua vida após sua renúncia em 28 de fevereiro de 2013.
Ele reteve o nome e vestimenta do Papa e também assina como BXVI, mas com a adição do “Papa Emérito”, uma qualidade até então desconhecida na história da Igreja. Se alguém usa o termo emérito de uma maneira análoga à aposentadoria dos bispos, então isso significaria que ele permanece como papa com todos os direitos, mesmo que tenha sido libertado dos deveres de liderança. Mas um não é ’emérito’ se não for aposentado.

 

(…)

 

A interpretação de dois papas que realizam a função de Pedro juntos de diferentes maneiras foi oferecida pelo arcebispo da Cúria, Georg Gänswein, e sem dúvida foi bem intencionada, mas o assunto foi transfigurado irracionalmente.
O cardeal emérito Walter Brandmuller respondeu à questão geral com uma séria advertência e a afirmação de que só poderia haver um papa legítimo. Houve também uma correspondência privada entre o cardeal e Bento XVI. (Veja também o ensaio “A Providência Divina obriga Bento XVI a testemunhar a debacle que ele causou” por Roberto de Mattei.)
No entanto, a Santa Sé promove esta interpretação ambígua de uma situação que é percebida como uma anomalia e tem sido repetidamente descrita como tal. A Secretaria de Estado do Vaticano, órgão máximo da Santa Sé que serve ao Papa, dirige-se a Bento XVI em uma carta datada de 18 de fevereiro de 2019, como se ele ainda fosse o papa no poder.
A Primeira Seção – sobre Assuntos Gerais, respondeu a um padre nos Estados Unidos. A ocasião e o conteúdo da carta não importam. Deve-se notar que a Secretaria de Estado do Vaticano designa e nomeia Bento XVI como papa titular. A carta não poderia ter sido escrita de maneira diferente antes de 28 de fevereiro de 2013 (renúncia de Bento XVI).
Ele é chamado por seu nome de papa e como “santidade”. É exatamente assim que Bento XVI queria, mas para distingui-lo de seu sucessor, acrescentou ele, “emérito”. Esta distinção está ausente da carta de resposta do Secretário de Estado, assinada pelo Bispo Paolo Borgia, assessor dos Assuntos Gerais do Secretário de Estado.

 

 

 

Fonte: https://religionlavozlibre.blogspot.com/2019/03/la-s-de-estado-vaticano-se-dirige-bxvi.html via https://www.sinaisdoreino.com.br

Publicações Relacionadas

Leave a Comment